Conheça mais sobre a profissão guincheiro

Você consegue imaginar o número de automóveis que estragam nas estradas durante o ano? Se formos analisar que a frota de veículos brasileiros no ano de 2020 foi de quase cento e oito milhões (precisamente 107.948.371 segundo pesquisa do IBGE), certamente o número de veículos com pane também foi muito alto! Nessas horas, é indispensável a presença de um guincheiro, aquele profissional que irá rebocar o automóvel. Dada a importância desta profissão, a Infornet decidiu trazer um artigo exclusivo sobre o assunto, para quem quer ingressar nesse mercado, já está nele ou apenas quer saber mais por curiosidade. Confira abaixo!

 

O que um guincheiro faz?

Primeiramente, é importante abordar o que esse profissional faz exatamente. Os guincheiros oferecem serviços de remoção de veículos com panes (seca, mecânica ou elétrica) das vias, levando o automóvel até o local de conserto ou até outro destino caso seja necessário. Em ocasiões eventuais, alguns guincheiros até mesmo prestam atendimentos de pequenos reparos, quando não é um problema tão grave e pode ser resolvido de forma simples. Além de transportar o veículo, alguns guincheiros também oferecem transporte para os ocupantes do automóvel.

É importante frisar que apesar de alguns guincheiros realizarem pequenos serviços de reparo, como citamos acima, esse profissional não deve ser confundido com um mecânico, já que presta apenas um atendimento momentâneo e mais simples. Sua principal função é de guinchar/rebocar o veículo a um local de reparo ou a um local seguro. 

Essa profissão surgiu devido a necessidade de existir alguém para auxiliar o motorista quando um imprevisto acontece e ele não consegue remover o veículo da via por conta própria, ou seja, sem ajuda. Com um número tão alto de automóveis no Brasil, a cada dia também cresce a necessidade de mais profissionais da área de guincho e reboque, para atender essa demanda.

“A principal função de um guincheiro é de guinchar/rebocar o veículo a um local de reparo ou a um local seguro.”

Quando é comemorado o dia do guincheiro?

Você sabia que desde o ano 2000, esse profissional ganhou uma data comemorativa? O dia do guincheiro é comemorado anualmente no dia 29 de junho, que também é comemorado o dia do chaveiro, profissional responsável por fabricar e fazer cópias de chaves, além de dar manutenção em fechaduras.

 

Em qual cidade há mais vagas para guincheiros?

No Brasil, a cidade com mais demandas de contratação de guincheiros e consequentemente com mais oportunidades de emprego é São Paulo – SP.

 

Qual categoria é preciso para dirigir um caminhão guincho?

É necessário uma CNH (Carteira nacional de habilitação) categoria B para veículos de guincho/reboque que o peso bruto total não ultrapasse 3.500kg. Caso ultrapasse esse limite, é necessário uma CNH categoria C.

 

Dicas para quem atua no segmento

Quando pensamos em uma empresa que presta serviço de guincho, um dos maiores problemas enfrentados por ela é a dificuldade em gerir todos os atendimentos recebidos, não é mesmo? Às vezes até pegar todas as informações por telefone e localizar o motorista mais próximo ao local do evento da solicitação, acaba levando um tempo maior do que o esperado, o que consequentemente afeta o tempo para o guincho chegar ao cliente e isso pode acarretar na insatisfação do mesmo.

Então como minimizar esse tipo de situação e ter uma gestão mais eficiente? Que tal contar com uma solução inteligente da Infornet para isso? O WebPrestador é um sistema para gestão de guincho e reboque, totalmente online, podendo ser acessado pelo smartphone ou por uma plataforma web (computador ou notebook).

Através do nosso sistema, as solicitações de atendimento chegam até a sua empresa em tempo real pelo aplicativo, sem a necessidade de uma ligação. E o principal: junto com a solicitação, chegam todas as informações relevantes do atendimento, como o endereço do evento e também o endereço de destino, modelo e placa do veículo e o valor do serviço. Isso já diminui bastante o tempo que seria gasto para receber todas essas informações por telefone.

E não para por aí! Quando você recebe um acionamento no WebPrestador, você também tem a opção de aceitar, recusar ou enviar uma contraproposta para a assistência 24 horas veicular que está solicitando o serviço.

Fora tudo isso que já citamos acima, dentro do WebPrestador ainda existem outras funcionalidades com o objetivo de deixar a sua rotina a mais ágil e descomplicada possível. É possível emitir relatórios, gerenciar cobranças e fechamentos e muito mais. Para conhecer todas as funções disponíveis no WebPrestador, você pode solicitar um contato com nossa equipe, sem compromisso. Basta clicar no botão abaixo:

E para mais dicas sobre o segmento de guincho, você pode clicar aqui e acessar um post exclusivo que fizemos anteriormente sobre o assunto. Também recomendamos que nos acompanhe nas redes sociais, para ficar por dentro de todos os assuntos relevantes do setor.

Esperamos você por lá! Até a próxima!

11 respostas

  1. Atualmente trabalho numa empresa de guincho sou motorista e operador de guincho lança e tenho um cavalo Scania que estou pensando em colocar também guincho lança qual seria a melhor forma para que eu possa entrar nesse mercado de trabalho

    1. Olá Carlos, tudo bem? A Infornet é uma empresa de tecnologia, portanto não trabalhamos com assessoria. Fizemos esse conteúdo com o intuito de ajudar prestadores com dicas sobre o segmento. Nosso foco é o desenvolvimento de sistemas para gestão, como no caso do WebPrestador para guincheiros. Temos um outro conteúdo mais completo, com dicas para quem quer entrar no mercado de guinchos, talvez possa te auxiliar: https://www.infornet.com.br/blog/dicas-para-quem-quer-abrir-uma-empresa-de-guincho-e-reboque/. Em caso de demais dúvidas, estamos à disposição! Att. Equipe Infornet

  2. Boa tarde!Há um limite de idade do veículo, a ser colocado para trabalhar no segmento de prancha/reboque,é necessário abrir empresa ou posso ser autônomo?Obrigado!

    1. Olá, Clóvis! Somos uma empresa de tecnologia, com foco em sistema de gestão para assistência veicular e prestadores, e não temos domínio aprofundado sobre o tempo de vida útil dos guinchos. Mas, como forma de te ajudar, encontramos este artigo.

      Para saber mais sobre como atuar na categoria, te indicamos nosso artigo. No entanto, aconselhamos procurar uma consultoria especializada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *